Translate

O caso e os fatos

O caso?
Eu cheia de dor se espalhando, filho com febre e tosse, então em dupla vamos ao PS.
Ele avaliado, medicado, bundão com injeção, inalação, pronto!
Agora é minha vez, pressão nas alturas, diabete idem.
Eletrocardiograma, nada consta, vamos lá de voltaren e decadron, mais um bundão dolorido,
tudo certo até que a idiota aqui esquece da muleta, do apoio e tibummmmmmmmmmmmm.
Despenquei em cima da pia do local de medicação.
O fato?
Dedo mindinho da mão direita quebrado, virado para fora, a dor mudou de lugar.
Ai.... vem todo o PS olhar para a gordinha, que esta com o downzinho.
Já chamamos atenção sem cair de bunda quase de fora, eu disse QUASE.
Felizmente, o bom humor é uma arma, e a dr. Elisabete, que sabe que sou artesã e que 
também é peso-pesado, fez uma piadinha e com toda calma e sorriso capaz de aparecer numa situação tão ridícula como essa, me deu uma força, me acalma da vergonha e
me fala que tudo bem, eu precisava de repouso longe da agulhas.
Resumindo:
depois de esticarem o mindinho para o lugar, colocaram um ferrinho segurando, gesso e
14 dias parada.
Vocês acham que acabou ai??? 
Acabou nada, já fiz uma gambiarra e estou crochetando, pouco e devagar.
E, escrevendo com uma mão, bicando as letras.
Estamos bem! Desmanchando-nos em espirros e febre, mas bem.
Segue foto da gambiarra da agulha.